Ponto de Cultura Salvamar

Aqui você acompanha todas as informações sobre o Ponto de Cultura Salvamar e sobre outros projetos culturais pelo país por meio de comentários, arquivos, documentos, links, etc.

19.7.06

Educação nas Prisões

EDUCANDO PARA A LIBERDADE

Conferência sobre Educação nas Prisões com Marc de Mayer, especialista internacional da UNESCO para Educação em Prisões, e com Augusto Boal, diretor artístico do Teatro do Oprimido nas Prisões, projeto desenvolvido em parceria com o Departamento Penitenciário Nacional – DEPEN.
Sexta-feira, 21 de Julho, às 16h.
Centro de Teatro do Oprimido
Av. Mem de Sá, 31 – Lapa
ENTRADA FRANCA
Após o Seminário Nacional pela Educação nas Prisões, realizado em Brasília de 12 a 14 de Julho, para definição de Diretrizes para Educação no Sistema Prisional, o especialista internacional Marc de Mayer - do Instituto da Unesco para Educação e do Observatório Internacional de Educação em Prisões - visita o Centro de Teatro do Oprimido – CTO-Rio, onde fará, junto com Augusto Boal – diretor artístico do Teatro do Oprimido nas Prisões, conferência inédita sobre o tema.
Segundo dados do Departamento Penitenciário Nacional, do Ministério da Justiça, 70% da população prisional não concluiu o ensino fundamental, enquanto que somente 18% desta população encontra-se em atividades educacionais. Com objetivo de reverter esse quadro, a UNESCO, o Ministério da Educação e o Ministério da Justiça estabeleceram parceria através do projeto Educando para a Liberdade, que buscou estimular a discussão sobre a Educação nas Prisões entre servidores penitenciários, especialistas e professores. Para tanto, realizaram-se, ao longo do primeiro semestre de 2006, seminários regionais com o objetivo de colher subsídios para elaboração de diretrizes nacionais para educação no sistema penitenciário.

Para saber também a opinião da população carcerária sobre a educação que lhe é oferecida, a equipe do Teatro do Oprimido nas Prisões realizou oficinas de Teatro-Fórum, em vários estados, para que presos e presas encenassem suas inquietações e desejos em relação à educação. As montagens foram apresentadas para platéias de internos, educadores e autoridades prisionais, convidados a buscar alternativas para as questões encenadas. As conclusões dessas atividades foram apresentadas no Seminário Nacional pela Educação nas Prisões, garantindo que as vozes de presos e de presas, alunos (as) do sistema, influenciassem a discussão dos especialistas.


Geo BrittoCentro de Teatro do Oprimido-CTO-RioAv.Mem de Sá, 31 - Lapa. Rio de JaneiroCEP 20230-15055 21 2232 5826 / 2215 0503www.ctorio.org.br

Central de Atendimento a Violência Doméstica.Ligue 180Homens pelo fim da Violência contra MulherCampanha do Laço Brancowww.lacobranco.org.br