Ponto de Cultura Salvamar

Aqui você acompanha todas as informações sobre o Ponto de Cultura Salvamar e sobre outros projetos culturais pelo país por meio de comentários, arquivos, documentos, links, etc.

31.5.06

Jornal "A notícia de Guarapari"

Olh'aí a comunidade chegando junto, gente! Além dos projetos e ações internos do PdC Salvamar, novas idéias já estão aparecendo para fazer a ocupação dos equipamentos e recursos disponíveis. Assim está sendo com o jornal "A notícia de Guarapari", criação do Cláudio, do Guto e do Renato. O "Notícia..." é quinzenal, tem distribuição gratuita e faz cobertura dos acontecidos da região norte de Guarapari, tentando fugir dos modelos mais batidos de jornalismo e das pautas convencionais.
Aqui, o fac-simile da primeira página, na primeira edição:



A próxima edição será lançada no domingo. E, em breve, o PdC Salvamar também terá o seu jornal, o "i.Mediação". Aguardem!

Cineclube Cineminha

... e o PdC Salvamar abre mais uma janela para a sétima arte! o Cineclube Cineminha começou na última segunda-feira a exibição de filmes para o público infantil. O salão ficou lotado, mesmo tendo sido pequena a divulgação.
Na sessão de abertura foi exibido o primeiro "Toy Story", classicão que só ele. Na próxima semana, "Jumanji". E, a partir do mês julho, começaremos a organizar mostras e exibição de curtas, também para jovens e adultos.





To infinity, and beyond!

“Simpósio Internacional de Artemídia e Cultura Digital”

Artemídia e Cultura Digital“Simpósio Internacional de Artemídia e Cultura Digital” promove debate com especialistas em arte, literatura, comunicação, ciência e educação sobre a cultural digital.
25/05/2006
Da Redação (ArteCidadania.org.br)

Começa hoje, 25 de maio, o ACTAMEDIA 5 - Simpósio Internacional de Artemídia e Cultura Digital no Museu Brasileiro da Escultura (MUBE). O Simpósio que também será realizado na Escola de Comunicações e Artes da USP, tem como proposta principal debater com especialistas em arte, literatura, comunicação, ciência e educação o cenário atual da cultural digital. O professor Jean-Pierre Balpe, da Universidade Paris 8, participará da abertura do evento, como convidado especial. O Simpósio é organizado pelo professor Artur Matuck, da ECA, e pelos alunos do curso de pós-graduação Processos Autorais em Sistemas Digitais e Arte Telemática.As inscrições para o ACTAMEDIA 5 podem ser feitas pelo e-mail actamedia@gmail.com ou nos locais do evento. O evento é gratuito. ACTAMEDIA 5 - Simpósio Internacional de Artemídia e Cultura Digital Mais informações: (11) 3091-4068, com Maria Eugênia Gouveia, na Assessoria de Comunicação da ECASite Oficial: www.usp.br

Seminário Cidade Ocupada

O Sesc da Avenida Paulista em São Paulo, realiza entre os dias 1 e 2 de junho, o Seminário Cidade Ocupada.
30/05/2006
Da Redação (ArteCidadania.org.br)

O Serviço Social do Comércio (SESC) em parceria com o Coloco e Universidade Nômade - rede de intelectuais, artistas e militantes, realiza entre os dias 1 e 2 de junho, o Seminário Cidade Ocupada. O evento tem como proposta reunir lideranças de movimentos e pensadores das áreas de planejamento urbano e ciências políticas e sociais, com o objetivo de refletir sobre os problemas relativos à democratização da moradia, com o intuito de contribuir para a pesquisa de soluções para uma questão que diz respeito não apenas aos sem-teto, mas à sociedade como um todo.Ao final do dia, haverá a exibição de documentários que debatem sobre a exclusão social nos grandes centros urbanos, seguida de debate com diretores e participação do público. No dia 01 de junho, o filme que será exibido é "Dia de Festa" seguida de debate com o diretor Toni Venturi e mediação da crítica de cinema Ivana Bentes, já no dia 02 de junho o filme que será exibido é "À Margem do Concreto" seguida de debate com o diretor Evaldo Mocarzel e o arquiteto e ensaísta Guilherme Wisnik.

Seminário Cidade Ocupada
1º e 2 de junho de 2006 das 14h às 21h30
SESC Avenida Paulista Avenida Paulista, 119 Paraíso - São Paulo
Mais informações: (11) 3179-3716/ 3179-3700
Site Oficial: www.sescsp.org.br

Nas garras do povo

Programa de humor investe na sátira e no teatro de bonecos e vira fenômeno cultural no Ceará.


Aaaaaalô Caucaia, aaaaaaalô Brasiil, fala Chico Pezão, craaaaaaque do Mulambo Futebol Clube, direto do vestiário do estádio Francisco José Cunha, o famoso Cunhão, e o Nas Garras da Patrulha, Caucaaaia? Éééééé, com c-e-e-e-r-teza, a equipe tá de paaaraabéns, o grupo tá unido, a gente seguiu a orientação do professor, grazadeus. E o programa é sucesso, Chico Pezão? Ééééééé, com c-e-e-e-r-teza, tua observaaação tá de paaaraaabéns iiiiiiiii a gente ta aqui pra atender essa torci-i-i-da maravilhosa que sempre comparece em massa, grazadeus.Chico Pezão é craque do Mulambo Futebol Clube, mas conseguiu a proeza de ser ídolo de todas as torcidas cearenses. É um dos astros que, juntamente com o "amigo tesoura" Coxinha, a "biba" Danduska, o apresentador de TV Seu Silva, a fofoqueira comentarista dos problemas nacionais Frouxilda Fofoléti e o professor Décio Rola, entre outros personagens, integram o humorístico Nas garras da patrulha, programa exibido na emissora local TV Diário há cinco anos.Veiculado de segunda a sábado em dois horários e investindo em esquetes humorísticas encenadas por bonecos, o Nas garras ultrapassou os limites da telinha e tornou-se um fenômeno cultural para os cearenses. O sucesso do programa atualmente pode ser atestado nas ruas: os personagens tornaram-se tipos populares e os bordões infiltraram-se nos diálogos cotidianos. Expressões como "Você é uma autarquia" ou "Vai-te embora, carniça", proferidas pelo boneco Coxinha, estão na boca do povo. Ele, aliás, virou expressão popular para reprovar quem é apanhado falando mal de amigos (como em: "Rapaz, deixe de ser Coxinha!") e ganhou as páginas de folhetos de cordel. É possível ainda avistar na cidade carros com adesivos reproduzindo as frases ditas no ar.

Leia mais no Overmundo.

Grupo Z de Teatro estréia novo espetáculo

30.5.06

Laboratório do Escritor

Milton Hatoum no CCBB do Rio
O Estado de S. Paulo - 28/5/2006
O Centro Cultural Banco do Brasil do Rio apresenta uma nova proposta de discussão sobre literatura, o Laboratório do Escritor. Alguns dos mais importantes escritores brasileiros explicam com detalhes o seu processo de criação. Uma vez por mês, começando nesta terça-feira, às 18h30, com Milton Hatoum, os autores passarão por verdadeiros interrogatórios. Eles receberão previamente um questionário com perguntas que os leitores querem saber. Em formato de talk-show, a idéia da série é desmistificar a escrita.
>> Leia mais

Bienal Rubem Braga

O Globo - 27/5/2006
por Manya Millen e Rachel Berthol

A cidade de Cachoeiro de Itapemirim, no Espírito Santo, realiza entre os dias 29 de maio e 3 de junho a Primeira Bienal Rubem Braga. De acordo com a coluna No Prelo, a idéia é transformar a cidade natal do escritor homenageado pelo projeto em capital nacional da crônica. A programação pode ser conferida no site www.rubembraga.com.br. >> Leia mais

29.5.06

Brasil e França selam acordo para promoção de línguas e culturas nacionais

A visita do do presidente Jacques Chirac ao Brasil rendeu frutos também na educação. No dia 25 de maio, o ministro da Educação da França, Giles de Robien, manteve reunião de trabalho com o ministro Fernando Haddad antes de assinar, na presença dos presidentes dos dois países em cerimônia no Palácio da Alvorada, dois protocolos de intenções entre os ministérios da Educação do Brasil e da França. O principal objetivo dos documentos é a promoção recíproca de línguas e culturas nacionais e a criação de um fórum franco-brasileiro do ensino superior e da pesquisa. Haddad também entregou uma carta a Robien explicando o que vai apresentar durante a próxima reunião do G-8 (grupo dos sete países mais ricos e a Rússia), que vai ocorrer em Moscou nos dias 1º e 2 de junho. São duas sugestões: a conversão da dívida externa em investimentos em educação e a cooperação triangular Norte (países ricos), Sul (países em desenvolvimento) e Sul (países pobres).

IEA/USP discute a biblioteca eletrônica SciELO

Comemorando a inclusão de toda a coleção da revista Estudos Avançados na biblioteca eletrônica SciELO (Scientific Electronic Library Online), o IEA/USP promove, no dia 31 de maio, o painel "As Publicações Científicas na Era do Acesso Livre". A SciELO é o resultado de um projeto de pesquisa envolvendo a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) e o Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciência da Saúde (BIREME), com o apoio do CNPq. Os expositores explicarão como funciona este sistema e discutirão a importância que este tipo de projeto tem para a divulgação da produção científica brasileira. O evento terá transmissão ao vivo pela Internet no endereço www.iea.usp.br/aovivo.
(Boletim do PNLL, n. 9)

O bê-á-bá da alfabetização

Gazeta Mercantil - por Ângela Ferreira 26.5.2006 15h48

O rato roeu a roupa do rei de Roma. A frase que trava a língua de muita gente também faz parte da lembrança que muitos têm dos tempos de escola, da época em que os professores, para ensinar o be-a-bá, utilizavam cartilhas coloridas, cheias de desenhos. Estes livros, que acompanharam gerações inteiras e ao longo do tempo foram sendo adaptado ao espírito de cada época, são também importantes registros da história de um país, um legado que estará mais próximo de professores e pesquisadores interessados no tema a partir do dia 30, quando a Universidade de São Paulo (USP) inaugura a Biblioteca do Livro Didático. Graças a esse acervo é possível descobrir a curiosa história destes manuais no Brasil, uma história que remete ao início do século XIX. Em 1808 era proibido qualquer tipo de publicação editorial de livros no País e, por isso, neste período as cartilhas escolares utilizadas aqui eram as mesmas usadas em Portugal. O primeiro exemplar brasileiro data de 1870 - a "Cartilha Nacional", elaborada por Hilário Ribeiro e distribuída em todas as partes do País.

Leia mais...

27.5.06

Semana do Meio Ambiente

SEMANA DO MEIO AMBIENTE - IEMA

Começa sábado, dia 03/06 e vai até o dia 09/06, sexta-feira a Semana do Meio Ambiente promovida pelo IEMA, com o apoio de diversas entidades, e realizada mais uma vez no Parque Paulo César Vinha (PEPCV), que fica ao norte de Guarapari.

Programação
Sábado, dia 03
7:00- Campeonato de surf (Setibão)
8:00- Dinâmicas para Melhor Idade (sede)
9:00- Inauguração da rede de abastecimento de água do PEPCV (sede)
10:00- Abertura de exposições permanentes-Apresentações musicais: Grupo Baião de Dois
11:00- Plantio de mudas nativas (APA de Setiba/ Setiba Pina)
14:00- Mostra de vídeos ambientais

Domingo, dia 04
8:00- Palestra: "Lixo: destinação e possibilidades como alternativa de renda"
9:00-Mutirão de limpeza, dividido em dois grupos de atuação: extremo sul do PEPCV e ponto de acesso do Pedágio, na Praia do Sol (próximo a Lagoa Vermelha) TODOS ESTÃO CONVIDADOS!!!!!!!! VAMOS COLABORAR!
16:00- Encerramento e Premiação do Campeonato de Surf

Segunda a Sexta, de 05 a 09/06
De 8:00/11:00 e 13:00/16:30
Programação para crianças das escolas do entorno agendadas:
Trilhas-Exposição-Oficinas
Paredão de escalada infantil

O Parque é aberto ao público e convida a todos os amantes da natureza a participarem das atividades desta Semana!

26.5.06

Ponto de Cultura Memórias de Santa



O Ponto de Cultura Memórias de Santa integra a rede de Pontos de Cultura do Programa Cultura Viva, do Ministério da Cultura.

Promove a recuperação da memória oral do bairro de Santa Teresa, no Rio de Janeiro e sua divulgação através de diferentes meios e linguagens: informática, vídeo, artes gráficas, artes plásticas, música e fotografia.

É coordenado pela ONG Viva Santa, que há 11 anos atua em prol do desenvolvimento sustentável de Santa Teresa.

Desenvolve atividades – oficinas, mini-cursos, seminários, eventos - voltadas para os moradores do bairro, principalmente para os jovens das comunidades de baixa renda da região.



Vinte destes jovens – os Agentes da Cultura Viva– vêm recebendo formação de empreendedores em turismo cultural, uma das áreas-chave para o desenvolvimento local.

O Ponto de Cultura Memórias de Santa funciona em um espaço de 300 m2, à Rua Dr.Julio Ottoni 571, com vista para o Cristo e para o Pão-de-Açúcar.

Espetáculo “Dar Não Dói, o Que Dói é Resistir!”



O Ponto de Cultura Tá Na Rua – ESCOLA CARIOCA DE ESPETÁCULO BRASILEIRO – ECEB participou do II Encontro Cultura Viva realizado pelo Ponto de Cultura SEMEAR-SG/RJ.O evento, que teve a participação de outros Pontos do RJ, foi realizado no Espaço Cultural Porto da Pedra em São Gonçalo/RJ no dia 18 de maio e marcou o início das visitas que o Tá Na Rua fará a outros Pontos tendo como um dos objetivos a troca de experiências.Os agentes do Tá Na Rua apresentaram uma edição do espetáculo “Dar Não Dói, o Que Dói é Resistir!” que trata sobre a resistência cultural durante a ditadura militar.Para ver as fotos da apresentação é só acessar: www.spaces.msn.com/pontodeculturatnr
Instituto Tá Na Rua21 2220-0678
www.tanarua.com.br
Escritório: Av. Rio Branco, 179/ 5º Andar Centro – Rio de Janeiro, RJ – Tel/ Fax: 21 2220- 0678 Casa do Tá na Rua: Av. Mem de Sá, 35 – Lapa – Rio de Janeiro, RJ

24.5.06

Uma estante com 3 milhões de livros

Uma estante com 3 milhões de livros

PublishNews - 24/5/2006
Lançado há pouco mais de seis meses, o portal www.estantevirtual.com.br superou na última sexta-feira a marca de 3 milhões de livros no acervo dos seus já 170 livreiros participantes. Acessando o portal, é possível fazer uma busca simultânea em sebos de 59 cidades diferentes, e em menos de um segundo saber em qual deles o livro desejado está disponível. Dois anos depois de sua criação, o portal é um sucesso absoluto. Cerca de 7 mil internautas visitam a Estante diariamente, e o índice de 1 busca a cada 4 segundos tem feito o portal ser freqüentemente mencionado como 'o Google dos sebos'. "Com a possibilidade de fazer uma busca em 170 sebos ao mesmo tempo, temos oferecido aos visitantes uma experiência realmente próxima à de um mecanismo de buscas no que diz respeito à procura por livros, e com a vantagem que estamos disponibilizando acesso a um material que antes não estava online", gaba-se André Garcia, criador da página.

Megadoação Funarte

Fome de cultura
O Globo - 24/5/2006 - por Ancelmo Gois

A Funarte, que está comemorando 30 anos, vai fazer uma megadoação de suas publicações. Cerca de 360 mil exemplares serão doados, agora em junho, a mil bibliotecas espalhadas por 800 municípios pelo país afora. >> Leia mais

Curso sobre cobertura de livros e de literatura na mídia

Curso sobre cobertura de livros e de literatura na mídia
PublishNews - 24/5/2006

A Universidade do Livro, vinculada à Fundação Editora da UNESP, oferece na próxima semana o curso "A cobertura de livros e de literatura na mídia: o outro lado do balcão". Será ministrado por Ivan Marques, doutor em literatura brasileira pela USP, que atualmente dirige o programa Entrelinhas, da TV Cultura. O objetivo é proporcionar aos profissionais das editoras - por meio de informações e análises dos espaços dedicados aos livros - instrumentos que permitam visualizar formas novas e produtivas de trabalhar com os órgãos de comunicação. Dirigido a assessores de imprensa, divulgadores, editores, editores assistentes, jornalistas, estudantes de jornalismo e letras, assessores de comunicação e de marketing e demais interessados.O curso acontece no dia 31 de maio, das 19h às 22h, na sede da Universidade do Livro - Praça da Sé, 108. O investimento é de R$ 110 (estudantes e associados pagam apenas R$ 90). Informações detalhadas sobre os programas podem ser obtidas pelo site: www.editoraunesp.com.br, no link para a Universidade do Livro. Outras informações e reservas pelo telefone 11-3242-9555 ou universidadedolivro@editora.unesp.br.

Judeus de PE ganham quadrinhos

Judeus de PE ganham quadrinhos
Gazeta Mercantil - 23/5/2006 - por Ângelo Castelo Branco

Livro conta presença judaica em Recife no século 20; ilustração recria cenários de bairros antigos. O Arquivo Histórico Judaico de Pernambuco (AHJPE) lança no Recife a versão em quadrinhos do livro Passos Perdidos, História Desenhada - E Eles Vieram para Ficar, que trata da presença judaica em Pernambuco, escrito pela professora Tânia Kaufman. A produção tem 71 páginas ilustradas pelas desenhistas Danielle Jaimes e Roberta Cirne, com adaptação de roteiro e quadrinização do sociólogo Amaro Braga, contando a história da presença judaica em Pernambuco no século XX. A produção executiva é da Publikimagem Comunicação. >> Leia mais

PROPAGANDO: Portal do Leitor

A digitalização dos livros

A digitalização dos livros
O Estado de S. Paulo - 22/5/2006 - por Pedro Doria

Os números são os seguintes: 32 milhões de livros, 750 milhões de artigos, 25 milhões de músicas, 500 milhões de imagens, 500 mil filmes, 3 milhões de vídeos e 100 bilhões de páginas da web. Este é o tamanho do conhecimento humano, segundo os cálculos de engenheiros entrevistados pelo repórter Kevin Kelly para a revista dominical do New York Times. A biblioteca com todo o conhecimento não é mais tão impossível, evidentemente. Num tempo em que o conhecimento humano era bem mais modesto, tal biblioteca houve em Alexandria. Alguns de seus tomos, ainda os temos: os Diálogos de Platão, os Estudos de Pitágoras. Mas grande parte daquela coleção que pode ter encampado até 70% de todo o escrito pela humanidade se perdeu. Quanto não teve que ser redescoberto nos séculos seguintes que gregos, egípcios ou fenícios já não soubessem? Quem sofre disso, de livro, sabe que existe um tipo de prazer que a web não fornece. Mas prazeres são culturais e nascem e morrem - e nada é tão radical. Essa idéia de ter biblioteca em casa ficará obsoleta aos poucos. Espaço é cada vez mais caro e estará tudo na rede para qualquer hora. O fascínio pela idéia da superbiblioteca, no entanto, vem com uma certa tristeza miúda que cala dentro. >> Leia mais

PNLL: Consulta pública continua

Consulta pública continua

Boletim PNLL - 23/5/2006

Encerrada a primeira etapa da Consulta Pública sobre o Plano Nacional do Livro e Leitura, quando foram recebidas 125 contribuições de diversos setores da sociedade, o Ministério da Cultura e o Ministério da Educação continuam abertos para receber opiniões e sugestões. As propostas oriundas da sociedade estão agrupadas em quatro eixos estratégicos, que constituem o próprio PNLL: "Democratização do acesso"; "Fomento à leitura e formação"; "Valorização da leitura e comunicação"; e "Apoio à economia do livro". As sugestões são submetidas à análise da equipe técnica que faz o encaminhamento e a integralização das propostas ao plano. Para participar, é necessário preencher o formulário com todas as informações solicitadas. Para cadastrar um evento, é necessário preencher o formulário com todas as informações solicitadas. Cadastre seu evento clique aqui.

Tecnologia e/ou(?) Literatura

Tecnologia e/ou(?) Literatura
PublishNews - 23/5/2006 - por Carlo Carrenho

Um dos principais assuntos da BookExpo America deste ano, que aconteceu em Washington no último fim de semana, foi a digitalização de livros e a publicação de obras em suportes de alta tecnologia, em detrimento dos tradicionais papéis e tintas. Alimentado pelo recente surgimento do Google Book Search (que propõe a digitalização de livros e a possibilidade de acessá-los com ferramentas de busca online), o debate era o assunto do momento nos eventos e nas conversas da BookExpo America. O Washington Post publicou na segunda-feira um longo artigo sobre a maior feira de livros dos EUA e classificou a convenção como um "confronto entre o que você pode chamar de technorati e os literati. Os technorati estão animados com a forma que os computadores e a Internet estão revolucionando o mundo dos livros. Os literati temem que, no meio do fervor revolucionário, instituições cruciais e valores fundamentais sejam guilhotinados".

Leia o artigo na íntegra clicando aqui. >> Leia mais

23.5.06

A função social das bibliotecas públicas em discussão

O papel da biblioteca pública no desenvolvimento social e cultural dos cidadãos é o tema central do XIII Encontro nacional do sistema de Bibliotecas Públicas e do I Simpósio Latino-americano de Bibliotecas Públicas. O evento acontece de 05 a 08 de junho no Auditório Machado de Assis da Fundação Biblioteca Nacional (Av.Rio Branco 219 - Rio de Janeiro RJ).

As inscrições, que terminam no dia 26 de maio, podem ser feitas acessando o site da Fundação Biblioteca Nacional, que também disponibiliza a programação completa do evento. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail: cgsnbp@bn.pr ou pelo telefone (021) 2210-1134.

Poesia na Periferia

Cooperifa reúne 400 pessoas às quartas-feiras no bar do Zé Batidão para saraus poéticos: "virou um movimento dos sem-palco".

Clique aqui e veja o link
22/05/2006

Professores que trabalham com educação de jovens adultos recebem coleção pedagógica

Professores que trabalham com educação de jovens adultos recebem coleção pedagógica
22.5.2006

Portal MEC - Ionice Lorenzoni 22.5.2006 17h30

Os professores que trabalham com educação de jovens e adultos (EJA) nas escolas das redes públicas estaduais e municipais vão receber, até 31 de maio, uma coleção com cinco cadernos que os auxiliarão nas tarefas em sala de aula. A coleção Trabalhando com a Educação de Jovens e Adultos foi elaborada pela educadora, escritora e especialista em EJA, Vera Barreto, a pedido da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (Secad/MEC). São 240 mil volumes agrupados em 48 mil kits. O mesmo conteúdo dos cadernos está em 6.100 CD-roms que a Secad enviará aos 27 coordenadores estaduais de EJA, aos 3.513 secretários municipais de educação que têm oferta de educação de jovens e adultos em suas redes e aos 2.051 municípios que ainda não têm. Os 3.513 municípios com EJA, além do CD-rom recebem, também, uma coleção dos cadernos, os fóruns estaduais e regionais de EJA, a coleção impressa e um CD-rom. Os cadernos, explica a coordenadora-geral de educação de jovens e adultos da Secad, Cláudia Veloso, são para os professores e os CD-roms, para as secretarias multiplicarem o material e oferecê-lo às suas escolas. Para ela, os cadernos abrem aos professores uma série de possibilidades: subsídio para discussões e estudos coletivos, estudos individuais e estímulo à troca de saberes na escola. Apesar da educação de jovens e adultos ser uma atividade especializada e com características próprias, diz a coordenadora, no Brasil ainda são raros os cursos de formação de professores, daí a importância destes materiais chegarem às escolas públicas. Conteúdos – Alunas e Alunos da EJA é o primeiro caderno. Traz informações e procedimentos que ajudam o educador a conhecer seus alunos. Aborda itens como o perfil deste público: por que procuram os cursos, o que querem saber, o que já sabem e o que não sabem, suas relações com o mundo do trabalho e na sociedade em que vivem. O segundo volume – A Sala de Aula como um Grupo de Vivência e Aprendizagem – apresenta estratégias capazes de gerar, desenvolver e manter a sala de aula como um grupo de aprendizagem com interação professor/aluno e os alunos entre si. Os cadernos 3 e 4 – Observação e Registro, Avaliação e Planejamento – cuidam da prática pedagógica. No último volume – Processo de Aprendizagem dos Alunos e Professores – estão orientações e discussões relativas à teoria do conhecimento: como os alunos aprendem e como os professores aprendem ensinando.

http://abrelivros.org.br/abrelivros/texto.asp?id=1683

22.5.06

PROPAGANDO: ETNOBATUK

ESPAÇO DE CONSTRUÇÃO DA CULTURA
AÇÃO DA CIDADANIA CONTRA A FOME, A MISÉRIA E PELA VIDA


ETNOBATUK

O Ponto de Cultura do Espaço de Construção da Cultura está desenvolvendo o projeto ETNOBATUK. Um laboratório de investigação de linguagem que articula diferentes expressões artísticas a partir de uma performance percussiva. Trabalha ritmos marcadamente étnicos, de matriz africana com influências musicais brasileiras tais como: o Samba, o Reggae, o Samba Duro, entre outros.

A base rítmica principal é pertencente ao grupo Bantu, são os ritmos Congo, Muzenza, Cabula e Monjolo, além dos ritmos yorubanos conforme suas adaptações no Brasil.

Dia 24 de maio, quarta-feira, o encontro vai começar com uma roda de debate com o o Dr. Renato Émersom da UERJ. A pauta do encontro vai girar em torno das organizações de pré-vestibulares comunitários, da política de cotas raciais nas universidades e das lutas históricas dos negros. A roda começa às 16hs.

Venha participar!

espaço de construção da cultura Rua Constante Jardim 23 Santa Teresa Rio de Janeiro CEP 20240-230
Tel/fax: (0XX21) 2242-7311 / 2221-5922

ASSOCIAÇÃO COMITÊ RIO DA AÇÃO DA CIDADANIA CONTRA A FOME, A MISÉRIA E PELA VIDA
Av Barão de Tefé 75 Saúde Rio de Janeiro RJ CEP 20220-460 Tel/fax: (0XX21) 2233-7460 / 2253-8177
E-mail: acao@acaodacidadania.com.br WEB: www.acaodacidadania.com.br

OutraTV: No dogs or philosopher allowed

21.5.06

DVD - documentário "Memórias do Subdesenvolvimento" (1968)

+ DVD
Memórias... Sai em DVD o documentário "Memórias do Subdesenvolvimento" (68), de Tomás Gutiérrez Alea (1928-1996). Uma colagem com grande ousadia formal, misturando ficção e realidade, o filme é um retrato do regime pós-revolucionário visto pelos olhos de um jovem intelectual de origem burguesa. Baseado em uma novela de Edmundo Desnoes.

Lançamento VideoFilmes.

19.5.06

Fundacine lança Banco de Projetos

19/05/2006

Os produtores independentes e entidades do setor audiovisual do Rio Grande do Sul poderão desenvolver projetos em parceria ou com a consultoria da Fundacine. A fundação lança o Programa de Banco de Projetos Fundacine, uma iniciativa que tem como objetivo incentivar a produção de trabalhos independentes na área cinematográfica – tais como seminários, exposições, livros e catálogos, entre outros. As propostas devem ser de entidades, empresas ou pessoas físicas atuantes na área cultural, ligadas diretamente ao setor audiovisual do Rio Grande do Sul. Não serão aceitos projetos para produção ou finalização de filmes. A inscrição é gratuita e o não há restrição quanto ao número de projetos apresentados. A ficha de inscrição e todas as informações estão disponíveis no site da Fundacine (http://www.fundacine.org.br/). As inscrições vão até 30 de junho.

(Tela Viva - Da Redação)

KIT PRODUÇÃO MULTIMÍDIA

Recebemos o nosso Kit de Produção Multimídia pelo convênio "Ponto de Cultura". Para nós, bárbaros & bucaneiros deste subtrópico, é como se estivéssemos do proprio Baú do Tesouro: mais dois computadores, equipamento de áudio, filmadora, impressoras...




Aqui na Salvamar, a nossa sala permanente deve estar pronta até a semana que vem. Assim que os equipos estiverem instalados lá, mostraremos aqui.

18.5.06

Brasil não cumpre metas estabelecidas no Plano Nacional de Educação

O prazo para o cumprimento de parte das metas do Plano Nacional de Educação acaba este ano e nenhuma meta foi integralmente atingida. [Mais]
(Boletim AbreLivros, 16.5.2006)

17.5.06

PROPAGANDO - II Encontro Cultura Viva / São Gonçalo

16.5.06

Biblioteca Comunitária

15.5.06

Comissão aprova rádios comunitárias para universidades

A Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática aprovou na quarta-feira (10) o Projeto de Lei 2801/03, do deputado Carlos Nader (PL-RJ), para que as instituições de ensino superior públicas e privadas que contam com curso na área de Comunicação possam ser autorizadas a executar serviço de radiodifusão comunitária. O projeto altera a Lei 9612/98, que institui o Serviço de Radiodifusão Comunitária. Segundo Nader, o objetivo do projeto é contribuir para a capacitação e preparação acadêmica e o aperfeiçoamento profissional do estudante. "As universidades, faculdades e instituições de ensino superior que oferecem cursos na área de Comunicação Social consideram relevante poder contar com uma rádio que sirva de laboratório para os alunos que queiram se dedicar a essa especialidade", destaca o deputado.Prática A relatora da matéria na comissão, deputada Mariângela Duarte (PT-SP), entende ser importante que as instituições de ensino superior possam executar esse serviço de radiodifusão. Segundo ela, os estudantes dos cursos de Comunicação terão um instrumento próprio para colocar em prática os ensinamentos recebidos, não ficando restritos apenas às aulas teóricas.Na sua avaliação, as comunidades atendidas, por sua vez, poderão ter acesso a uma programação de alto valor informativo e cultural.TramitaçãoO projeto, que tramita em caráter conclusivo, ainda será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania. (Newton Araújo Jr.)

Link Original, clique aqui e veja.

Empresários aproveitam mal os recursos das universidades

ARTICULAÇÃO SOCIAL
Empresários aproveitam mal os recursos das universidades

Parcerias entre setor privado e academia privilegiam projetos universitários em que empresas e fundações constam apenas como patrocinadoras. Para pesquisadores, organizações poderiam aproveitar a expertise dos corpos docente e discente no desenvolvimento de programas próprios. Segundo a professora doutora Maria Estela Graciani, coordenadora do Núcleo de Trabalhos Comunitários da PUC de São Paulo, o meio acadêmico pode, por exemplo, prestar consultoria na avaliação e nos indicadores de resultado. "As empresas podem e devem aproveitar o acúmulo que a universidade tem nesse tema".

Leia a matéria completa (Informativo Rede Gife)

FÁBULAS NEGRAS

O sonho da razão continua produzindo monstros. E nós fazemos o que podemos pra ajudar...
O PdC Salvamar trabalhado como pode pra dar uma força à produtora "Fábulas Negras", que está realizando um longa no manguezal que fica entre Perocão e Jabaraí. Zumbi maluco no meio da lama é o que não vai faltar:

PROPAGANDO - Núcleo Barreto Rádio NB 105,9


O NÚCLEO BARRETO – Associação de Formação Social, Cultural e Ambiental do Barreto.

Suas áreas de atuação abrangem a formação sócio-cultural e ambiental da comunidade onde estão inseridos, resgatando a memória e a cultura locais e se utilizando dos meios artísticos, da promoção de cursos livres e exposições, do acesso público a um acervo especialmente construído por doações em sua biblioteca comunitária, além da radiodifusão da pluralidade de idéias, propostas, parcerias e iniciativas presentes nas comunidades envolvidas em um veículo devidamente constituído através da Rádio NB FM 105,9 zyl 917 . Site: www.nucleobarreto.org.

no Orkut: http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=4215212

11.5.06

Oficina de Gestão Compartilhada e Participação Cidadã em Rede

Durante o Encontro de Conhecimentos Livres dos Pontos de Cultura do Centro-Oeste, na oficina de Gestão Compartilhada e Participação Cidadã em Rede, foram discutidas propostas e diretrizes para a articulação dos PdCs. Veja aqui o documento resultante do trabalho.

5.5.06

II Ciclo de Conferências "Subjetividades : um olhar plural"

A Aemid está cobrindo o II Ciclo de Conferências "Subjetividades : um olhar plural". Nosso compromisso com o Netes (núcleo de pesquisa realizador do evento) é captar áudio e vídeo, editar e montar "discos de trabalho" para uso dos pesquisadores associados e estudantes de pós-graduação. Ao final do ciclo, teremos o material editado distribuído num único documentário, com transcrições das conferências e, claro, revisões, inserções, críticas & comentários. A primeira conferência, realizada no dia 28/4 pelo Prof. Flávio Marcus Ramos Fernandes, foi intitulada "Subjetividade e filosofia: o processo de interiorização do homem ao longo da História".



No dia 05/05, foi a vez do Prof. Fernando Mendes Pessoa falar sobre "A crítica à noção de sujeito nos pensamentos de Nietzsche e Heidegger":

2.5.06

PROPAGANDO




Le CRDI est une société d'État canadienne qui appuie les efforts des chercheurs des pays en développement pour les aider à créer des sociétés en meilleure santé, plus équitables et plus prospères

Você pode assessar a estante de livros digitais deles por aqui. Esta é uma lista selecionada:

TICs EN LAS PYMES DE CENTROAMÉRICA Impacto de la adopción de las tecnologías de la información y la comunicaciónRicardo Monge-González, Cindy Alfaro-Azofeifa, and José I. Alfaro-Chamberlain ETCR/IDRC 2005
TELECENTRES, ACCESS AND DEVELOPMENTExperience and Lessons from Uganda and South AfricaSarah Parkinson ITDG Publishing/Fountain/IDRC 2005
FUNDING AND IMPLEMENTING UNIVERSAL ACCESSInnovation and Experience from UgandaUganda Communications Commission Fountain Publishers/IDRC 2005
INVOLVING THE COMMUNITY A Guide to Participatory Development CommunicationGuy Bessette Southbound/IDRC 2004
WRITING FOR CHANGE An Interactive Guide to Effective Writing, Writing for Science, and Writing for AdvocacyAlan Barker and Firoze Manji IDRC/fahamu 2000
L'APPUI AU DÉVELOPPEMENT COMMUNAUTAIRE Une expérience de communication en Afrique rurale de l'OuestEdited by Lucie Alexandre and Guy Bessette IDRC/L'Agence Intergouvernementale de la Francophonie 2000
ASSESSING COMMUNITY TELECENTRES Guidelines for ResearchersAnne Whyte IDRC 2000
AFRICAN YOUTH ON THE INFORMATION HIGHWAY Participation and Leadership in Community DevelopmentEdited by Osita Ogbu and Paschal Mihyo IDRC 2000
DECISION SUPPORT SYSTEMS FOR SUSTAINABLE DEVELOPMENT A Resource Book of Methods and ApplicationsEdited by Gregory E. Kersten, Zbigniew Mikolajuk, and Anthony Gar-On Yeh IDRC/Kluwer Academic 1999
KNOWLEDGE SOCIETIES ... IN A NUTSHELL Information Technology for Sustainable DevelopmentAndreas Credé and Robin Mansell(for IDRC and the UN Commission on Science and Technology for Development) IDRC 1998
FROM WORKPLACE TO WORKSPACE Using Email Lists to Work TogetherMaureen James and Liz Rykert IDRC 1998
DEVELOPMENT AND THE INFORMATION AGE Four Global Scenarios for the Future of Information and Communication TechnologyEdited by J. Howkins and R. Valantin(for IDRC and the United Nations Commission on Science and Technology for Development) IDRC 1997
MARKETING INFORMATION PRODUCTS AND SERVICES A Primer for Librarians and Information ProfessionalsEdited by Abhinandan K. Jain, Ashok Jambhekar, T.P.Rama Rao, and S. Sreenivas Rao IDRC/Tata McGraw-Hill 1999 TELECOMMUNICATIONS AND UNIVERSAL SERVICE International Experience in the Context of South African Policy ReformSeán Ó Siochrú IDRC 1996
INFORMATION AND TELECOMMUNICATION TECHNOLOGIES The Impact of their Adoption on Small and Medium-sized EnterprisesÉlisabeth Lefebvre and Louis A. Lefebvre IDRC 1996
PARTICIPATORY DEVELOPMENT COMMUNICATION A West African AgendaEdited by Guy Bessette and C.V. Rajasunderam IDRC 1996
MAKING A DIFFERENCE Measuring the Impact of Information on DevelopmentEdited by Paul McConnell IDRC 1995
MEASURING THE IMPACT OF INFORMATION ON DEVELOPMENTEdited by Michel J. Menou IDRC 1993